31.10.06

Linux: O mais lembrado da web brasileira.

O Linux é o sistema operacional mais citado da web brasileira. Alias isso era de se esperar pois é na web que ele começou e é na web que ele se difunde.
Parabéns para toda a comunidade do Software Livre que, cada um ao seu modo, faz parte desse sucesso. E só pra lembrar no quesito "marcas" ele só perde para a Ford, Coca-cola e Banco do Brasil assumindo assim o quarto lugar como marca mais conhecida da web brasileira.





Link para consulta

Internet Explorer 7 tem terceira vulnerabilidade em duas semanas

Londres - Secunia alerta para brecha da versão anterior que se manteve ativa e permite ataques que roubam dados financeiros dos usuários.

Um problema de segurança encontrado originalmente no navegador Internet Explorer 6, da Microsoft, voltou para assombrar o IE7, a nova versão do aplicativo lançado há duas semanas, disse uma consultoria de segurança nesta segunda-feira (30/10).

A consultoria de segurança Secunia publicou um alerta de segurança sobre uma questão em que um crackers poderia possivelmente roubar dados de autenticação de usuários do IE7. Pelos últimos dois anos, pesquisadores de segurança alertaram sobre a mesma brecha no IE6.

Caso um usuário visite o site especialmente forjado pelo cracker e então abra um site confiável, como de um banco ou loja online, que tem uma janela pop-up, o cracker pode injetar códigos maliciosos no pop-up, disse Thomas Kristensen, chief security officer da Secunia.

O ataque pode ser usado para roubar dados financeiros do usuário, disse ele.

Quando o problema foi revelado em junho de 2004, a Microsoft deu instruções para evitar a brecha no IE6: desabilitar a função "Navigate sub-frames across different domains". A função está desabilitada como padrão no IE7, mas parece não prevenir o ataque, disse Kristensen.

A Microsoft foi notificada da brecha, disse o executivo, mas engenheiros da empresa não estavam disponíveis para comentar a questão na manhã desta segunda-feira.

Usuários mais atentos podem perceber que estão sob ataques, já que, caso a URL do site seja visível, possa ser possível identificar um pedido fraudulento de senhas, por exemplo. Isto, no entanto,"pediria atenção redobrada à barra de endereços", disse Kristensen.

No entanto, um cracker mais astuto poderia usar este problema em conjunto a uma brecha em pop-ups identificada na última semana no Internet Explorer 7.

Logo após a divulgação do IE7, a Secunia divulgou a descoberta da sua primeira falha, que permitiria que um cracker pudesse ler informações sigilosas de um site seguro caso o usuário abra uma página maliciosa.

A Microsoft alegou que o problema, ainda não corrigido, não pertence ao browser, mas à sua parte do código que abre a suíte de e-mails Outlook.

Link para referência

Leia também Internet Explorer 7 ou Firefox 2: Saiba qual é o melhor navegador.

30.10.06

29.10.06

eWeek recomenda Mac e Linux ao invés do Vista

A Microsoft nos EUA está dando cupons com generosos descontos -- quando não oferecendo de graça -- no upgrade para seu novo sistema operacional Windows Vista na compra de certos PCs durante a temporada de fim de ano. O editor de um site de tecnologia, contudo, recomenda considerar computadores Linux e Macintosh no lugar do Vista.

O editor é Steven J. Vaughan-Nichols, que escreve no eWeek: "O vista finalmente está -- espera-se -- chegando em breve. Mas qual Vista você deve comprar para sua casa ou escritório? Com seis diferentes versões, é alta a probabilidade de comprar a versão errada para você."

Ele nota que, se o usuário comprar uma versão simples demais, não obterá a funcionalidade desejada. Se a versão for incrementada demais, estará pagando por recursos que podem ser inúteis para o usuário, como o Game Performance Tweaker.
Para ajudar o leitor em sua escolha, Vaughan-Nichols esmiúça todas as versões do Vista em seu artigo e conclui: "Para usuários domésticos, o Home Premium é o melhor Vista a comprar. Empresas devem optar pelo Business Vista e, a menos que a Microsoft apresente argumentos melhores, evitar a versão Enterprise. Ah, antes de ir, permita-me acrescentar que os desktops Linux e Macintosh são em cada bit tão bons, senão melhores, do que o Vista será amanhã. Se você estiver considerando fazer upgrade de PC, deve considerar as alternativas não-Microsoft. Você se surpreenderá com quão boas elas estão atualmente."

Link para referência

28.10.06

Trojans continuam sendo maior ameaça ao Windows

A disseminação de vírus trojan do estilo "backdoor", utilizados para invasão e controle de computadores, continua crescendo, sendo estes malwares as maiores ameaças aos usuários de Windows, segundo um recente relatório da Microsoft.
 
Conforme noticiado no site BetaNews, em um período de seis meses, entre janeiro e junho de 2006 mais de 43 mil variantes deste tipo de vírus foram descobertas.
A Microsoft declarou que pelo menos 50% dos computadores limpos pela ferramenta Microsoft Malicious Software Removal Tool continham pelo menos um desses trojans. Embora pareça alta, esta porcentagem é 18% menor do que a vista durante o ano passado, de 68%.
Em segundo lugar no ranking de maiores ameaças ficaram os keyloggers, com 27.154 variantes descobertas. Keyloggers, como o nome indica, são ferramentas utilizadas para capturar cada tecla pressionada pelo usuário de um sistema infectado, na tentativa de descobrir senhas e outros dados confidenciais e enviá-los para o hacker criador do vírus.
Seguindo os keyloggers estiveram os downloaders, vírus responsáveis por baixar outros aplicativos maliciosos, com 13.039 variantes; os simples trojans, com 4.497 novas versões e depois os mass mailers, com 3.426.

Os rootkits, malwares utilizados corporativamente visando a proteção de direitos autorais em CDs, continuam raros. Este tipo de ataque foi reduzido em 50% durante o período e foi considerado o nono na lista completa de ameaças.
Estes dados estatísticos foram também coletados pelas ferramentas OneCare e Windows Defender, que além de remover as pragas enviam relatórios de atividade para a Microsoft. O universo compreendido pela pesquisa foi de cerca de quatro milhões de PCs, explicou o site.

Link para referência