25.10.07

Diga não aos padrões proprietários Microsoft


Saudações Livres! Aproveitando a onda dos abaixo assinados, venho pedir a colaboração dos leitores do blog para frear mais um desmando Microsoft no mundo digital.

Pergunta: O que permite que um documento criado no editor de textos do OpenOffice, possa ser lido e modificado também no Microsoft Word?

Resposta: Padronização ou interoperabilidade dos formatos usados por ambos os editores!

Como uma forma de estabelecer regras para estas operações, o órgão internacional de padronização ISO, decidiu adotar um padrão para documentos eletrônicos, como arquivos de planilhas, editores de texto, etc e contrariando todas as expectativas, está prestes a adotar padrões criados pela Microsoft.

Editores gratuitos como o OpenOffice, utilizam arquivos padrões Open Document, que permitem a total interoperabilidade por serem padrões abertos.

Já o padrão adotado pela Microsoft chamado de MS-Office ou OOXML, não segue os padrões que permitem seu uso em qualquer software, além de não dar garantias de que alguém possa implementar parcial ou totalmente a especificação de OOXML sem correr o risco de que Microsoft lhe imponha multa por infração de patentes ou pagamento de licença pelo uso.

É engraçado como algo tão óbvio como a adoção de um padrão compatível e aberto cai por terra quando se tem empresas ricas e poderosas na parada.

Ajude a manter a sua liberdade de escolha e o seu bolso livres das empresas gananciosas, vote contra a adoção do padrão de documentos Microsoft pela ISO, clique no banner abaixo e assine a petição:

banner-ooxmlnaoapto.gif

Link para referência

4.10.07

Analise do Windows Vista pela Apple


Não sou fã do MAC mas vale a pena dar uma olhada nesse filme. Vejam a forma que a Microsoft copia discaradamente, ate mesmo nas cores, os produtos da Apple. Coisas da ms, copia e depois sai falando por ai que estão "inovando".



10.6.07

5 Razões para NÃO usar Linux


Em um um artigo bem engraçado, Steven da Linux Watch nos diverte com o seu humor refinado. O texto foi contextualizado para o Brasil…Leia o artigo do diretor da Flux Softwares, Ulisses Leitão, sobre o assunto:

Eu adoro Linux! Eu o utilizo em meus servidores, em meus desktops e estações de trabalho. Utilizo Linux nas minhas estações de Jogos e de Multimídia, onde ele opera o meu sistema de gravação de vídeos HDTV TiVo, juntamente com meu Home Theater com suporte Wireless pelo D-Link DSM-320, o que transforma a minha rede doméstica em uma pequena biblioteca de Vídeo de Terabytes de capacidade! É verdade, eu rodo ainda Linux embarcado em meu Acess Point LinkSys WRT54G, onde toda a tralha se conecta à internet com segurança.

Mas, Linux realmente não é para qualquer um. Sério! Deixe-me apresentar as minhas cinco principais razões para lhe convencer a NUNCA cair na besteira de pensar em migrar para Linux.

Razão número um: Linux é muito complicado

Mesmo com estas interfaces gráficas modernas, tipo KDE, Gnome e XFCE, embora em 99,9% do tempo você tenha apenas que usar o mouse, pode ser que em algum momento – apenas possível, nem mesmo provável – você seja obrigado a usar uma horrível linha de comando e escrever comandos complicadíssimos como ls para listar arquivos de um diretório ou cd para mudar de diretório, ou editar um mísero arquivo de configuração!

Veja, se você compara isto com o Windows, onde você em algum momento precisará de utilizar uma linha de comando DOS – apenas possível, nem mesmo provável – tendo que digitar dir para listar arquivos de um diretório e cd para mudar de diretório, ou que você tenha que editar um arquivo Windows Registry onde, os técnicos lhe dirão, apenas uma linha poderá comprometer o seu sistema de tal forma que você terá de reinstalá-lo do zero. Quanta diferença!

Razão número dois: Linux é muito difícil de instalar

E é verdade! Pois, no fim das contas, com estes sistemas modernos de instalação do Linux, como no Flux Linux (merchandising!), Ubuntu, Mandriva, Suse, Red Hat e Debian, você ainda é obrigado a colocar o CD ou DVD no driver, apertar um botão infame, escolher um nome para o seu computador e fornecer uma senha para o usuário do sistema. Meu Deus, quanta complicação!
Agora veja, com o Windows é tudo diferente. Você tem colocar o CD ou DVD no driver, fazer exatamente as mesmas coisas anteriores e então iniciar o processo de atualização on line do sistema, que pode durar de duas a três horas! Mas no final, vale a pena, pois estudos da Symantec comprovam que sistemas Windows desatualizados podem ser criticamente infectados em questão de horas. Veja, no Linux tudo é horrivelmente aborrecido: O sistema, sem nenhuma atualização de segurança, deverá estar seguro e atual por período superior a seis meses! Que graça tem isto?! Cadê a emoção?!

Razão número três: Linux não possui aplicações suficientes

É bem verdade que atualmente a grande maioria das distribuições Linux já vêm com diversos Navegadores de Internet dos mais seguros, como o Firefox ou com recursos desconhecidos no mundo Windows, como a tradução simultânea de página disponível no Konqueror. Claro que todas já vêm com clientes de email como o Kmail ou Evolution; com clientes de Mensageiros Instantâneos para MSN, como o Kopete ou o Gaim; com aplicativos VoIP, como Ekiga e Skype; vêm com editores de Imagem, Som, Vídeo e editores de páginas para internet, como os aplicativos Gimp, Audacity, LiVES e NVU. Seguramente você terá aplicativos multimídia para ouvir CD, em formato WAV, MP3 e OGG, assistir DVD, VCD, MPEG4, etc…

Além disto, você terá opções: Xine, Kaffeine, Mplayer, VLC Player, etc. Na verdade, a maioria das distribuições Linux já possuem toda a suíte de escritório instalada e gratuita. Você poderá editar textos, planilhas e apresentações de graça com o Open Office e seus derivados! E mais, é certo que você poderá ler e escrever nos formatos de arquivos do Office do Windows: .doc, .xls e .ppt sem mistérios! Há ainda os aplicativos profissionais de banco de dados, de servidor web, de acesso remoto seguro com criptografia forte, de interação com rede Windows, etc… etc e etc…

Mas, para falar a verdade, Windows também tem o Internet Explorer e o Outlook Express, o navegador de internet e o cliente de e-mails mais utilizados por aí. Se bem que ambos tenham alguns problemas de segurança… É claro que o Windows também tem um cliente MSN (afinal, é MS…), embora, também aqui os problemas de segurança não sejam poucos…
E óbvio, o Windows também vem com o Microsoft Office, o qual… – Oh! É verdade, havia me esquecido, terei de comprá-lo a parte por um custo parecido com aquele do meu Computador.

Vixe! Mas, existem opções: Lotus 1-2-3… Hummm, será realmente uma opção?! O que falar do finado Wordperfect?! Talvez hoje a melhor solução para o ambiente Windows seja mesmo instalar um Open Office para Windows, aquele mesmo que você pode utilizar de graça também no Linux, com as mesmas funcionalidades!
Bom, para resumir: Qual era mesmo aquele aplicativo que não TINHA no Linux? Não estou me lembrando…

Razão número quatro: Linux não é seguro

Bem se a Microsoft diz isto, é porque deve ser verdade… ou não! O que devo pensar? Esta empresa é realmente especialista em IN-segurança, pois não passa um dia sem que tenhamos notícia de mais uma falha crítica de segurança no Windows. A quem você deve dar crédito: à Microsoft ou a sua própria experiência?!

Razão número cinco: Linux é muito caro

Você está querendo dizer que a Microsoft é uma mentirosa? Veja bem, estas empresas Linux horrorosas, como a Flux Softwares (merchan again…), Red Hat, SuSE lhe cobram até mesmo uma taxa para você ter o suporte ao Linux. De toda forma, em geral, você poderá baixar os Softwares de graça pela internet, plenamente funcionais e sem restrições de desempenho.
Mas veja, você compra o seu computador e o Windows já vem instalado, certo? De graça, certo?

Hummm, de graça?! Bom, se o seu computador tem o selinho da Microsoft o preço estará embutido e será três vezes mais caro, por dez vezes menos software do que o que vem em qualquer distribuição Linux. Mas talvez o mais certo é que ele não possua o selinho, seja um legítimo pirateado, com ou sem o seu conhecimento!
Mas, de toda forma, ele já vem com tudo. Completinho, completinho! A menos que você queira editar um texto e fazer uma planilha. Neste caso pague mais R$ 1.400,00 pelo MS Office. Ou que você queira se dar ao luxo de uma proteção contra Vírus, mais R$ 120,00 pelo Norton, ou contra aqueles terríveis Spywares que querem levar a senha de sua conta bancária, mais R$ 70,00 pelo McAFee.

Se quiser um Firewall de brinde, para evitar invasões ao seu computador doméstico ou àquele da contabilidade de sua empresa, mais R$ 90,00 pelo Zone Alarm Pro. Mas senão, o seu sistema é seguro mesmo… não precisa de nada disto. Existe sempre a alternativa de reinstalar tudo, perdendo, é claro, todos os seus arquivos… É tudo apenas terrorismo!

Pensando em tudo isto, eu lhe pergunto que razões haveria para você usar Linux?

Bobagem!!!

Link para referência

26.5.07

Aero do Vista & XGL do Linux



Não precisa ser expert no assunto pra ver a enorme diferença entre os efeitos visuais, e estamos demostrando algo que já existe no Linux muito antes do Aero do Vista, e com necessidade de recursos de hardware infinitamente menor.

9.1.07

Acessando o youtube "censurado"

Bom, como aqui no Brasil tudo o que é errado passa por certo e o que é certo por errado, recentemente fomos CENSURADOS pela justiça que nos impediu de acessar o site de compartilhamentos de videos youtube.
Tudo isso por causa de uma depravada que, não atentando para o pudor das pessoas presentes, resolveu transar ao céu aberto em uma praia, claro alguem filmou e imediatamente lançou na rede mundial.

Mas como bons brasileiros que somos, ja demos um jeitinho. Vamos lá:

Basta configurar o proxy de seu navegador com esses dados
IP: 203.144.160.250
Porta: 80

Para quem nao sabe onde está essa opção no Firefox vai a dica:

Linux:
Editar > Preferências > Avançado > Rede >Configurações > Configuração Manual de Proxy
No campo HTTP coloque o seguinte IP: 203.144.160.250 e na Porta 80.

Windows:
Ferramentas > Opções > Geral > Configurar Conexão > Configuração Manual de Proxy
No campo HTTP coloque o seguinte IP: 203.144.160.250 e na Porta 80.

No Internet Explorer:
Ferramentas > Opções de Internet > Conexões > Configurações da LAN
Habilite a opção Usar um Servidor Proxy .....
No endereço coloque o ip 203.144.160.250 na Porta coloque 80.

Pronto, basta acessar o youtube a partir dai. Lembrando que deve-se alterar essas configurações apenas para acessar o youtube depois para ter o acesso normalizado DEVE-SE voltar as configurações padrões do navegador.

5.1.07

Revista Guia do hardware 1ª Edição

A revista Guia do Hardware.net é uma proposta inovadora. Uma revista digital, produzida com o mesmo cuidado e qualidade de uma revista impressa, contendo artigos e tutoriais aprofundados sobre hardware, redes e Linux, porém distribuída gratuitamente :). É só acessar o http://guiadohardware.net/revista/ e baixar a sua todos os meses. Não existem condições nem limitações. Você pode baixar, indicar para seus amigos, imprimir as matérias que mais gostar e assim por diante.


Como em toda empreita do mestre Morimoto, mais um trabalho bem feito. Ótima revista, certamente quem fizer o download não ficará arrependido.


Link para referência

3.1.07

Bill Gates vs General Motors


A um certo tempo em uma feira de informática (Comdex), Bill Gates fez uma infeliz comparação da indústria de computadores com a automobilística e declarou:

- Se a GM tivesse evoluído tecnologicamente tanto quanto a indústria de computadores evoluiu, estaríamos todos dirigindo carros que custariam 25 dólares e que fariam 1000 milhas por galão (algo como 420km/l).



A General Motors, respondendo "na bucha", divulgou o seguinte comentário a respeito dessa declaração:

Se a Microsoft fabricasse carros:

1) Toda vez que eles repintassem as linhas das estradas, você teria de comprar um carro novo.

2) Ocasionalmente, dirigindo a 100 Km/h, seu carro, de repente, morreria na auto-estrada sem nenhuma razão aparente, e você teria apenas que aceitar isso, religá-lo (desligar o carro, tirar a chave do contato, fechar o vidro, sair do carro, fechar e trancar a porta, abrir e entrar no carro, sentar-se no banco, abrir o vidro, colocar a chave no contato e ligar e seguir adiante.

3) Ocasionalmente, a execução de uma manobra à esquerda poderia fazer com que seu carro parasse e falhasse. Você teria então que reinstalar o motor.

Por alguma estranha razão, você aceitaria isso também.

4) A Apple faria um carro em parceria com a Sun, confiável, cinco vezes mais rápido e dez vezes mais fácil de dirigir. Mas apenas poderia rodar em 5% das estradas.

5) Os indicadores luminosos de falta de óleo, gasolina e bateria seriam substituídos por um simples "Falha Geral ou Defeito Genérico".

6) Os novos assentos obrigariam a todos terem o mesmo tamanho default de bumbum.

7) Em um acidente, o sistema de air bag perguntaria: "Você tem certeza que quer usar o air bag?", antes de entrar em ação.

8) No meio de uma descida pronunciada, quando você ligar o ar-condicionado, o rádio e as luzes ao mesmo tempo, ao pisar o freio apareceria uma mensagem do tipo "Este carro realizou uma operação ilegal e será desligado!"

9) Se desligar o seu carro utilizando a chave, sem antes ter desligado o rádio ou o pisca-alerta, quando fosse ligá-lo novamente, ele iria checar todas as funções do carro durante meia hora, e ainda lhe daria uma bronca para não fazê-lo novamente.

10) A cada novo lançamento de carro, você teria de reaprender a dirigir, voltar à auto-escola e tirar uma nova carteira de motorista.

11) Para desligar seu carro, você teria de apertar o botão "Iniciar"


Claro que, por ser uma noticia antiga, ninguém sabe se essas declarações foram realmente de algum representante da GM, mas não deixou de ser bem inspirada essas comparações. Agora faz-se valer aquele velho ditado: "Quem fala o que não deve, escuta o que não quer".


Link para referência