10.5.09

Corrigindo o Bug 408252 do OpenSUSE 11.1


Como sempre, nunca atualizo meu OpenSUSE logo após um novo Release, só ontem que resolvi instalar o 11.1 e ainda começando pelo notebook.
Tudo legal, boot mais rápido, placa de vídeo problemática resolvido (SIS 671), wireless redondinho (apos compilar o kernel, lógico) tudo beleza ate a hora que fui "ripar" um CD, dava erro de permissão no dispositivo de CD/DVD.
Após muito tempo procurando uma solução, descobri no bugzilla da Novell que esse era um Bug na distro. Não consigo entender como pôde passar desapercebido um Bug tão óbvio, talvez ninguém tenha gravado algum CD ou DVD no período de testes :(
Mas tudo bem, a distro é excelente e a solução é bem simples. Vou apenas exemplificar o método citado no Bugzilla:

Como root, abra um editor de texto de sua preferencia e crie um arquivo de texto no diretório /etc/udev/rules.d chamado 99-udev-defaults.rules com o seguinte conteúdo:

99-udev-default.rules:KERNEL=="sr0", NAME="%k", MODE="666"

Salve o arquivo e reinicie o sistema, agora você poderá gravar seus CD' s e DVD's tranquilamente no OpenSUSE 11.1.

1.4.09

Internet Explorer perde liderança na Europa para Firefox


A Microsoft perdeu na semana passada a liderança do mercado europeu de navegadores pela primeira vez em anos. O Firefox 3, do Mozilla, assumiu a posição do Internet Explorer 7, informou a empresa de pesquisa StatCounter nesta terça-feira (31).

O Firefox 3, da Mozilla Foundation, tinha 35,05% do mercado europeu de software para navegação na internet na semana passada, seguido pelo Internet Explorer 7 com 34,54%.

"A mudança é parcialmente explicada por uma pequena troca do uso do Internet Explorer 7 pelo Internet Explorer 8, mas também pela crescente participação de mercado do Firefox 3", disse Aodhan Cullen, diretor-execeutivo da StatCounter, em um comunicado.

"Os números mostram que o Firefox está se aproximando e agora está apenas 10% atrás de todas as versões do Internet Explorer na Europa", acrescentou Cullen.

Em fevereiro, o Internet Explorer 7 teve uma participação de mercado de 41%, seguido pelo Firefox 3 com 24%, de acordo com a StatCounter.


Fonte: G1 Tecnologia

21.2.09

Usando o ext4 no openSUSE 11


Recentemente comprei um HD novo para meu PC e, como era pra substituir o de backup, resolvi testar o novissimo sistema de arquivos ext4. Como meu kernel está bem atualizado em relação ao default, pude me dar ao luxo de usar essa belezinha.
O ext4 está disponivel na sua versão estável à partir do kernel 2.6.28, então para que possamos usa-lo é obrigatorio (caso sua versão seja anterior) compilar/atualizar seu kernel para essa versão (ou superior) e habilitar o suporte ao ext4. (File systems/The Extended 4 (ext4) filesystem)
Para ter total aproveitamento das novidades do novo ext4, tive que atualizar as ferramentas de manutenção do file system, no caso o
e2fsprogs.

Como uso o OpenSUSE 11.0, o e2fsprogs nativo não era compativel com o ext4, então fui procurar um RPM para poder atualiza-lo e como não encontrei tive que baixar os fontes e compila-los, e depois com o checkinstall criar um pacote RPM para atualiza-lo.
Depois de feito o procedimento de atualização do kernel e da instalação do e2fsprogs, vamos criar partição no HD novo. Vamos primeiro identificar o HD:


# fdisk -l

Disk /dev/sdb: 1
000.2 GB, 1000204886016 bytes 255 heads, 63 sectors/track, 121601 cylinders Units = cylinders of 16065 * 512 = 8225280 bytes Disk identifier: 0x00000000Indentificamos o dispositivo (/dev/sdb) , agora vamos criar a partição com o utilitario cfdisk:

# cfdisk /dev/sdb
Caso o HD seja novo (como o meu caso) , basta escolher a opção "New", depois escolher "Primary" e apenas pressionar "Enter" para indicar que vamos utilizar o espaço todo.
Com a partição criada, vamos em "Type" e digitar "83" (sem as aspas), para que a partição seja do tipo LINUX.
Depois disso, basta ir na opção "Write" e depois "yes" para gravar e depois em "Quit" para sair. Agora com a nova partição criada, vamos formata-la com o comando mkfs.ext4:


# mkfs.ext4 /dev/sdb1


Pronto. O HD novo já esta formatado com o novo sistema de arquivos ext4, agora precisamos montar a partição. No meu caso como usava o HD antigo no /home ficou assim:


# mount -t ext4 /dev/sdb1 /home


Para automatizar a montagem da partição, vamos editar o arquivo /etc/fstab (como root) e inserir a seguinte linha:


/dev/sdb1 /home ext4 defaults 00

OBS: Não usei o Yast para esse fim porque ele não reconhece o ext4, pelo menos no 11.0 não reconhece.

Salve o arquivo, reinicie o sistema e pronto.



O que percebi foi o aumento da velocidade na transferência de arquivos. Mas existe mais vantagens sobre o ext3:
File system Gigante;Melhorias na pré-alocação;Tempo de alocação extendido;
Maior números de subdiretórios;
Checksum para o Journaling;Desfragmentação On-Line;
Ferramenta
Undelete;
Checagem rápida do file-system.


Mais detalhes em http://www.guiadohardware.net/artigos/ext4/