21.2.09

Usando o ext4 no openSUSE 11


Recentemente comprei um HD novo para meu PC e, como era pra substituir o de backup, resolvi testar o novissimo sistema de arquivos ext4. Como meu kernel está bem atualizado em relação ao default, pude me dar ao luxo de usar essa belezinha.
O ext4 está disponivel na sua versão estável à partir do kernel 2.6.28, então para que possamos usa-lo é obrigatorio (caso sua versão seja anterior) compilar/atualizar seu kernel para essa versão (ou superior) e habilitar o suporte ao ext4. (File systems/The Extended 4 (ext4) filesystem)
Para ter total aproveitamento das novidades do novo ext4, tive que atualizar as ferramentas de manutenção do file system, no caso o
e2fsprogs.

Como uso o OpenSUSE 11.0, o e2fsprogs nativo não era compativel com o ext4, então fui procurar um RPM para poder atualiza-lo e como não encontrei tive que baixar os fontes e compila-los, e depois com o checkinstall criar um pacote RPM para atualiza-lo.
Depois de feito o procedimento de atualização do kernel e da instalação do e2fsprogs, vamos criar partição no HD novo. Vamos primeiro identificar o HD:


# fdisk -l

Disk /dev/sdb: 1
000.2 GB, 1000204886016 bytes 255 heads, 63 sectors/track, 121601 cylinders Units = cylinders of 16065 * 512 = 8225280 bytes Disk identifier: 0x00000000Indentificamos o dispositivo (/dev/sdb) , agora vamos criar a partição com o utilitario cfdisk:

# cfdisk /dev/sdb
Caso o HD seja novo (como o meu caso) , basta escolher a opção "New", depois escolher "Primary" e apenas pressionar "Enter" para indicar que vamos utilizar o espaço todo.
Com a partição criada, vamos em "Type" e digitar "83" (sem as aspas), para que a partição seja do tipo LINUX.
Depois disso, basta ir na opção "Write" e depois "yes" para gravar e depois em "Quit" para sair. Agora com a nova partição criada, vamos formata-la com o comando mkfs.ext4:


# mkfs.ext4 /dev/sdb1


Pronto. O HD novo já esta formatado com o novo sistema de arquivos ext4, agora precisamos montar a partição. No meu caso como usava o HD antigo no /home ficou assim:


# mount -t ext4 /dev/sdb1 /home


Para automatizar a montagem da partição, vamos editar o arquivo /etc/fstab (como root) e inserir a seguinte linha:


/dev/sdb1 /home ext4 defaults 00

OBS: Não usei o Yast para esse fim porque ele não reconhece o ext4, pelo menos no 11.0 não reconhece.

Salve o arquivo, reinicie o sistema e pronto.



O que percebi foi o aumento da velocidade na transferência de arquivos. Mas existe mais vantagens sobre o ext3:
File system Gigante;Melhorias na pré-alocação;Tempo de alocação extendido;
Maior números de subdiretórios;
Checksum para o Journaling;Desfragmentação On-Line;
Ferramenta
Undelete;
Checagem rápida do file-system.


Mais detalhes em http://www.guiadohardware.net/artigos/ext4/